“Nthawi ya COSAFA”, a “mpira” vai rolar!

É isso, chegou a hora do COSAFA (Nthawi ya COSAFA), traduzido em chichewa, uma das línguas faladas em Blantyre, Malawi, país que acolhe mais uma edição do Campeonato Sub-17 de Futebol promovido pelo do Conselho das Associações de Futebol da África Austral (COSAFA), que irá arrancar amanhã, dia 11 de Outubro devendo terminar no dia 20 do mesmo mês. A “mpira” vai rolar, o mesmo que dizer a bola vai rolar!

Inserida no Grupo “B”, a selecção de Angola irá iniciar a sua defesa ao título, inaugurando a prova amanhã, diante da sua congénere de Moçambique, no Mpira Stadium, quano forem 14:00 horas locais. Ainda no mesmo local, o desafio será antecedido com o embate  entre as selecções do Lesotho e das Comores, que irão medir forças entre si, as 11:00 horas.

Os”Palanquinhas”, alcunha usada para a selecção angolana, encontram-se numa fase intensiva com vista a sua participação inédita no Campeonato do Mundo, a disputar-se de 26 de Outubro a 17 de Novembro, no Brasil, seis dias depois de terminar a competição organizada pela COSAFA.

Recorde-se que na edição passada, os treinados do português Pedro Gonçalves, conquistaram,  o seu primeiro título, na 7ª edição do COSAFA, ao vencer a sua similar da África do Sul por 1-0, com o golo solitário de Osvaldo Capemba, a passagem do minuto cinco (5). Por sua vez, o campeão garantiu o acesso directo ao Campeonato de Futebol das Nações Africanas (CAN).

A equipa anfitriã (inserida na série “A”) entra em cena no sábado, devendo medir forças com a África do Sul, num jogo que reserva  várias surpresas, uma vez que esta será a primeira vez que muitos destes atletas irão se presentar numa competição internacional, em particular neste torneio. O jogo está agendado para o Mpira Stadiun e deverá acontecer quando forem 14:00 horas. Mas, antes disso, a Zâmbia e o Eswatini têm o encontro marcado, no mesmo estádio as 11:horas.

Cosafa: uma fábrica de talentos

O Campeonato Masculino Sub-17 da COSAFA tem vido a provar ser uma verdadeira fonte de captação de talentos, a  ida do artilheiro angolano Zito Luvumbo ao Manchester United valeu-lhe a titularidade na selecção principal do seu país, assim como o moçambicano Geny Catamo (autor de um dos golos na selecção de Moçambique nas eliminatórias do Mundial frente as Maurícias), que  evolui na equipa júnior do Sporting Clube de Portugal, constituem provas inequívocas do comprometimento que a COSAFA tem  para com o desenvolvimento do futebol infanto-juvenil na região.

Importa realçar que os jogos terão transmissão em directo através da COSAFATV com o nosso serviço de streaming extremamente popular que leva as partidas ao mundo, da Cidade do Cabo ao Cairo e Tóquio a Turim.

Tal como preconiza o Regulamento da prova, apenas os vencedores dos grupos e o segundo melhor classificado de todos avançaram para as meias-finais. As equipas estão  divididas em dois grupos.

Anotar que por três ocasiões as Maurícias acolheram  prova (2016 a 2018). A África do Sul venceu duas delas em 1994 e 2002, o Malawi conquistou o sucesso em 2001. O Zimbabwe conquistou o título em 2007, enquanto a Namíbia venceu em 2016, a Zâmbia em 2017 e Angola conquistou o título no ano passado.

Tal como já havíamos dito no princípio, nthawi ya COSAFA, chegou a hora da COSAFA, a “mpira” ( significa bola)  vai rolar! Que vença o melhor!

Please follow and like us: