Malawi e Maurícias vencem e partilham liderança

A Selecção Sub-17 do Malawi marcou um passo importante na corrida a conquista do título do torneio da COSAFA ao vencer hoje por 2-0, a sua congénere do Botswana, na jornada inaugural do Grupo “A”.

Chinsinsi Maonga abriu o caminho para a vitória ao marcar o primeiro golo depois de uma jogada envolvente quando estavam jogados apenas 15 minutos. Tathedwa Willard fechou as contas ao marcar o segundo golo aos 59 minutos. Com esta vitória o Malawi passa a somar três preciosos pontos que o colocam na liderança do grupo na tabela classificativa juntamente com a sua similar das Maurícias.

Quem também saiu-se bem na jornada inaugural foram os anfitriões, Maurícias, que surpreendentemente venceram a formação do Zimbabwe por 1-0, com único golo a ser apontado por Louis Philibert aos 22 minutos. De resto é um resultado animador para os donos da casa que ainda sonham em garantir uma vaga nas meias-finais.

Recorde-se que os anfitriões que na edição anterior terminaram a fase de grupos na terceira posição da tabela classificativa do grupo “B”, com três pontos encararão o próximo adversário com mais optimismo para os desafios que se seguem.

O Malawi volta a jogar nesta segunda-feira diante do Zimbabwe, no Estádio Saint Francois Xavier quando forem 12:30h, horas locais enquanto que o Botswana medirá forças com a equipa anfitriã as 15:30h, horas locais. As Maurícias tem o encontro marcado com Botswana nesta segunda-feira as 15:30h, horas locais.

Mesmo perante o aparente domínio por parte dos treinados de Tumeleng Duiker, técnico do Botswana foi a equipa do Malawi que esteve mais esclarecida, pressionou a toda a largura do terreno no não dando hipóteses de manobras ao seu adversário.

O 1-0 com que se foi ao intervalo castigava demasiado a equipa de Tumeleng Duiker, técnico do Botswana, que produziu um grande caudal ofensivo, mas é preciso dizer que a equipa do Malawi esteve impecável nos seus sectores.

No reatamento, os malauianos mantiveram a pressão e os frutos não demoraram aparecer. Aos 59 minutos Tathedwa Willard aponta o segundo golo que surgiu na sequência de um erro defensivo por parte da equipa adversária. Willard que por diversas vezes ameaçou à baliza contrária não teve contemplações marcando o segundo golo que ditou o fim do desafio. Chinsinsi Maonga, jogador do Malawi foi considerado o mano of the match (homem do jogo).

Lembrar que no ano passado, o Malawi perdeu nas meias-finais diante da Namíbia por 5-6, no desempate das grandes penalidade depois de o resultado ter empatado a uma bola no tempo regulamentar. Aliás, o Malawi viria a ficar com a medalha de bronze depois de conquistar a terceira posição no torneio a custa de uma vitória obtida frente ao Kenya por 2-0, no jogo referente a atribuição de terceiro e quarto lugar.

Momento cultural na cerimónia de abertura

Minutos a anteceder o jogo entre as formações das Maurícias e Zimbabwe decorreu a cerimónia de abertura que foi colorida com a apresentação de um momento cultural por parte do agrupamento Ritmik. Este grupo abrilhantou o público com coreografias de danças locais a destacar o Sega e ritmos árabes e indianos. O povo das Maurícias para além de ser hospitaleiro caracteriza-se por ser uma mistura de raças oriundas de várias partes do mundo daí que o país apresenta um mosaico cultural diversificado e rico.

Please follow and like us: